Documentando a Condição Humana

Documentando a Condição Humana

Neste documentário de 3 episódios, Chris Weeks e alguns dos seus amigos partilham as suas experiências, conhecimentos e métodos por detrás desta disciplina de fotografia.

Essencialmente todos se referem à importância de documentar o quotidiano tal e qual como ele é, sem alterações, sem intromissões, pausando assim o momento, a época e a realidade.

Human Condition by Chris Weeks

Também levantam a questão de qual o melhor equipamento para Street Photography e todos são unânimes em relação às RageFinder’s, como a máquina “ideal” para StreetPhotography e, até certo ponto, tenho que concordar com eles. É um facto que as Ragefinder’s são maquinas extremamente rápidas, só usam lentes Prime e muito luminosas, o que permite retirar o máximo das fotografias sem requerer o uso do Flash, pois na StreetPhotography temos que ser o menos intrusivos possível, passar despercebidos, quase com um comportamento de espião.

Human Condition by Chris Weeks

Não concordo com a exagerada promoção à Leica, leva-nos a pensar que todas as pessoas que se queiram iniciar nesta área da fotografia tem que possuir uma.

Na minha opinião qualquer máquina que passe despercebida ao olhar da multidão é a máquina ideal, pois a base, a sustentabilidade da StreetPhotography é eternizar o momento, guardar para sempre aquele clique que nunca mais irá acontecer.

Human Condition by Chris Weeks

Neste documentário são também muitas as referencias ao grande Henri Cartier Bresson, que certamente é um dos maiores, e provavelmente ainda o StreetPhotographer” mais influente até hoje.

No essencial este documentário é um deleite para os amantes da StreetPhotography e, no final do mesmo, só dá vontade de pegar na máquina e sair à rua.

E vocês costumam fazer fotografia de rua?

Que técnicas aplicam, que máquinas usam? E já agora gostaram do documentário?

Partilhem as vossas opiniões nos comentários.

“Às vezes comparo-me a um motorista de táxi, um anónimo, alguém a quem as pessoas revelam o seu interior”

-Henri Cartier-Bresson

 

Jorge Lima

Escrito por Jorge Lima

Olá, o meu nome é Jorge Lima sou programador Web, vivo na bela cidade do Porto e … Gosto de curtir a vida e compartilhar bons momentos...

Artigos Relacionados
0 Comentários

Deixe seu comentário